Projeto FAIR SHARE para pagar salários dignos para trabalhadores têxteis

FAIR SHARE project to pay living wages to garment workers

A Continental Clothing Co. – em colaboração com a BSD Consulting e a Fair Fashion Network – implementou implementou um plano que visa proporcionar um SALÁRIO DIGNO para os trabalhadores de confecção em sua cadeia de suprimentos. O custo para fazer isso é de apenas 0.14 Euros por camisa. A partir de 1.1.2016, o salário mensal será aumentado em 650 INR por mês para cada trabalhador da fábrica. A Continental Clothing Co. espera poder em breve dar escala ao projeto

Em sua fase piloto, trabalhando juntamente com representantes de trabalhadores e stakeholders locais, o projeto FARE SHARE determinou as necessidades financeiras mensais de uma família de quarto pessoas vivendo em Tirupur/India. O projeto calculou que ao invés do salário mínimo do governo, de 285 INR (bruto) por 8 horas de trabalho, os trabalhadores com o menor salário deveriam receber 466 INR (líquido) por turno, para que possam receber um salário digno. O projeto FAIR SHARE, portanto, aumentou os menores salários da fábrica em cerca de 50% e os salários maiores aumentaram no mesmo valor absoluto a partir de 1.1.2016.

O projeto mostra que os custos de mão de obra da produção de uma camisa básica são de apenas 0.14 Euros. A fim de pagar aos trabalhadores um premio FAIR SHARE para atingir um salário digno, a Continental Clothing agora paga 0,14 centavos a mais para cada camiseta FAIR SHARE, e o preço no atacado das camisas FAIR SHARE irão aumentar esse mesmo valor. A Continental Clothing irá incentivar varejistas a manterem o aumento dos custos no mesmo valor para evitar aumentá-los mais. O projeto agora irá examinar como consumidores irão reagir à ideia de pagar uma cota justa e como ela poderia ser ampliada.

A ampla e positiva cobertura da mídia sobre o FARE SHARE mostra a importância desse tópico. Todos os artigos podem ser encontrados aqui.

Se você também tem alguma dúvida de como um salário digno pode ser colocado em prática, por favor, entre em contato com Mark Starmanns para uma troca de opiniões sobre as opções disponíveis.